Vinhos para acompanhar sua Brenfa

Os mercados da cannabis e dos vinhos são interligados devido a sua complexidade, qual vinho acompanha a melhor brenfa? Pior ainda é tentar fazer esse questionamento sem entender nada de vinhos ou maconha, já que nem sempre é fácil conseguir uma flor para se avaliar todos os pontos destacados. Para tentar facilitar a vida dos nossos ganjadores de plantão, criamos uma lista com alguns tipos de vinhos e como relacioná-los ao seu tipo de flor favorito.
Perceber todos os detalhes de um bom vinho é uma coisa extremamente complicada e assim como a maconha, existem diversos critérios a serem observados, tanto quando se degusta um bom vinho ou um bom charro.

Seduzir seu paladar com um gole de chardonnay e em seguida explodi-lo com uma Lemon Pie pode ser uma sensação inesquecível.

O Grande Segredo

O grande segredo de se apreciar vinhos e cannabis é conseguir obter uma experiência maior e melhor do que se obteria com ambas separadas.

Da mesma forma que o cabernet sauvignon se mistura com a gordura da carne, produzindo um sabor único, por ser um vinho de sabor rico e tânico.

Infinitas Possibilidades

Vale lembrar que não há erros no emparelhamento. Pois com a variedade de vinhos e cepas disponíveis no mercado mundial é muito provável que o mesmo tipo de vinho possa se relacionar bem com diversos tipos de maconha e vice-versa.

Os terpenos presentes na cannabis, uma classe de óleos que dão à planta seu aroma e sabor característicos, muitas vezes estão presentes em outros tipos de flores. A maconha Lavender possui cheiro de lavanda devido ou linalol, também presente em flores de lavanda. Da mesma forma que tanto a manga quanto a Mango Kush possuem mirreno.

Passo a passo

Um dos pontos de partida é pegar cepas cítricas como a Tangerine Dream e tentar um emparelhamento com um vinho também cítrico como um pinot gris citrusy. O objetivo é alcançar e potencializar essas notas de sabor mais cítrico.

Outro vinho que emparelha muito bem com a tangerina é o chenin blanc, um vinho branco e floral. Neste caso, basta seguir o pensamento: O que iria bem com tangerina?

Depois que já estiver familiarizado com os aromas mais intensos, parta para novos horizontes e se arrisque. Uma boa dica para esta segunda parte é tentar emparelhar aromas mais herbal como a Thay Lights ou mais mentolado como o Russian Rocket Fuel ou a SinMint Cookies e ver se eles acentuam um vinho tinto ou branco, como o carbernet sauvignon e o cabernet franc.

Recomendamos usar um vaporizador na degustação, pois é possível perceber a diferença dos sabores melhor do que na fumaça.

Emparelhamentos Básicos

Vinhos secos brancos, como o sauvignon blanc, têm sabores mais frutados e com tons de terra, assim como as cepas Trainwreck que têm um agradável aroma de limão com toques de pinheiro.

Os vinhos doces brancos são geralmente aromatizados com citrinos, pêras ou outra combinação de frutas e coquetéis, combinando perfeitamente com cepas como a Fruity Pebbles.

Quem tem a sorte de por as mãos em uma Amnesia Haze pode ter a incrível sensação de apreciá-la com um vinho espumante. Aliás, os espumantes são ótimos acompanhamentos para cepas com perfumes como pinheiro, grama e madeira.

Vinhos de sobremesa são indicados a cepas mais adocicadas como a Candy Kush e a Chocolope.